London, London


Num passado remoto havia uma garotinha que tinha muita vontade de aprender Inglês e foi por conta própria se matricular na única turma particular que havia na cidadezinha de Minas Gerais.

A menina era o “cão chupando manga”, fazia parte de tudo que era atividade no colégio: era a rainha do jogral, representante de sala, chefe do grupo de teatro, lider do grupo de dança, titular do time de volei e ainda fazia aulas de piano nas horas vagas. Isso sem nunca ter tirado uma “nota vermelha”!

Se dedicou tanto que antes de ter idade para comprar uma bebida, já tinha tirado o Cambridge Certificate sem nunca ter pisado em um pais de lingua inglesa.

Tudo isso era parte de um projeto para viajar o mundo e principalmente conhecer Londres tão logo as asas se enchessem de pluma.

O tempo passou… as asas cresceram, se emplumaram mas acabaram alçando um vôo diferente.
As viagens internacionais podiam esperar.

O Inglês, este sim fazia parte do seu dia-a-dia, do arroz com feijão. Em princípio foi seu “ganha pão” dando aulas desde os 15 anos. Já era fluente a danadinha. Por fim abriu sua própria escola e um dia foi trabalhar em uma multinacional de origem IRLANDESA, porém sediada na Carolina do Norte USA.

A viagem bateu muitas vezes a sua porta mas as que realmente aconteceram NADA TINHAM A VER com o idioma tão estudado. Para todo canto que ia NUNCA o idioma era o Inglês.

Então, as vésperas de completar QUARENTA ANOS, BEEEEEEEEEEM CRESCIDINHA agora tem filhotes que por sua vez já tentam sair debaixo das suas asas, aquelas mesmas que um dia não tinham plumas para voar. O tempo passou tanto que apareceram NOVOS CARTÕES POSTAIS na lista dos “fotografáveis”!

Enfim, esta é a história de uma viagem, diferente de todas as outras que já fiz pois surgiu de um convite, de um imprevisto e que por causa de outro sonho quaaaaaaaase foi cancelada MAIS UMA VEZ.
E para quem já esteve tão longe, na terra das mil e uma noites, parece até ser um destino batido e patético. Mas teve gosto de realização. Tão intenso que por alguns momentos, me fizeram esquecer que eu sou fotógrafa profissional e me peguei disparando cliques feito um turista com uma cybershot na mão.

Fotos que deixam a fotógrafa envergonhada rsrsr mas são estas imagens que eu compartilho hoje com vcs. As imagens feitas pela fotógrafa que enxergou a paisagem com os olhos da menina de nove anos que queria falar Inglês para um dia conhecer o BIG BEN.

Em Londres: três da manhã… BOING BOING BOING